Saiba tudo sobre calendários e folhinhas!

Saiba tudo sobre calendários e folhinhas!

Descubra a importância dos calendários e folhinhas na sociedade e como vendê-los.

Se te perguntassem nesse momento em que dia da semana cairá o feriado de 15 de novembro - Proclamação da República -, você conseguiria me responder sem olhar nenhum calendário? Ou se marcassem com você um compromisso para daqui três meses, você se lembraria sem anotar em nenhum lugar? Se a sua resposta para a segunda pergunta foi “sim”, parabéns, você é uma exceção.


A maioria das pessoas são totalmente dependentes de calendários para se organizar, mas isso não começou recentemente, já fazem algumas centenas de anos que esse hábito se iniciou! O calendário surgiu por volta de 2700 a.C., muito tempo atrás, por uma necessidade de “contar o tempo”, mas chega a ser impensável uma época sem ele, já que somos movidos por ele. 


Mas você conhece a história e entende a sua importância?


O calendário é um tipo de sistema, que tem como função a contagem e agrupamento de dias. Isso é pensado principalmente com o objetivo de atender necessidades religiosas e civis de diferentes culturas, não é à toa que existem diferentes tipos, em diferentes civilizações. Os especialistas acreditam que o calendário tem origem Mesopotâmica e surgiu em 2700 a.C.; mas nem sempre teve 365 dias, o primeiro tinha 11 dias a menos. O motivo dessa diferença era que, diferente do calendário solar, no qual o nosso é baseado, o dos sumérios era Lunar, ou seja, baseado nas fases da lua.


Os calendários mais comuns de serem usados são os lunares, que são sincronizados com a rotação da Lua, um exemplo é o islâmico; os solares, que são sincronizados com o movimento do Sol, como por exemplo o calendário persa; o lunisolar que é sincronizado tanto pelo movimento da Lua como do Sol, o hebraico é um exemplo desse tipo; e por fim, um calendário arbitrário, que não usa da sincronia nem da Lua, nem do Sol! Um exemplo é o calendário Juliano, que é usado por astrônomos.


Quase todos os calendários são baseados no ano tropical da Terra, em outros termos, o tempo que leva para se completar o ciclo das estações (Primavera, Verão, Outono e Inverno). Isso foi pensado para facilitar a vida dos agricultores, assim ficaria mais fácil para que eles organizassem suas plantações e colheitas. 

Atualmente, usamos o calendário gregoriano, que foi instituído no ano de 1582 pelo Papa Gregório XIII (1502-1585). Ele é considerado uma reformulação do antigo calendário, o Juliano, que era uma herança do Império Romano e dos Cristãos Ortodoxos. 


Apesar de ser instituído pelo Papa Gregório, o calendário gregoriano é uma criação de Dionísio, monge que viveu em Roma no século VI, ele também foi o responsável por determinar que esse calendário deveria ter como marco para início de sua vigência, o nascimento de Cristo. 


Uma curiosidade: O calendário Gregoriano teve ínicio no número 1, já que não existem números romanos que representem o número zero. Apesar de ser o mais conhecido e mais usado em grande parte do mundo, o gregoriano não é o único existente e vigente. É possível se encontrar cerca de oito tipos de calendários, são eles:


  • Calendário Gregoriano;

  • Calendário Maia;

  • Calendário Juliano;

  • Calendário Etíope;

  • Calendário Chinês;

  • Calendário Judaico;

  • Calendário Islâmico;

  • Calendário Juche;


Ao decorrer dos anos, todos os calendários acabaram e acabam sofrendo alterações. Datas comemorativas surgem, seja por feitos atrelados a grandes descobertas, guerras finalizadas, dias que merecem ser lembrados e comemorados. Tudo isso impacta no calendário que conhecemos. Hoje, por mais que a base seja a mesma, cada região adequou seu calendário a sua cultura, tradições, crenças e ideologias, por exemplo aqui no Brasil, que existem datas especiais nas quais se comemoram Dia das Mães, Dia dos Pais, além de datas relacionadas diretamente a cultura popular, como Dia do Índio e Dia de Tiradentes. 

Mas o que é importante a ponto de ser comemorado e tornado feriado, pode não ter a mesma relevância em outros países, por isso a adequação cultural é diferente em cada parte do mundo.

Saindo um pouco do contexto histórico, você consegue dimensionar a importância desse meio de contagem de tempo?

Se parar para observar, tudo ao nosso redor se baseia nele, do momento que nascemos ao dia que morremos. Compromissos, datas especiais, feriados, marcos históricos, tudo é movido e baseado em uma data disposta em um calendário.

Uma de suas principais funções é organizar o funcionamento da indústria, é por conta das datas comemorativas, por exemplo, que muitos comerciantes determinam como serão suas vendas ao decorrer do ano, também é por essas datas que as empresas organizam férias, folgas e até como funcionará investimentos e crescimento. As metas, muitas vezes, são divididas por meses.

O calendário também está presente quando uma empresa quer se tornar presente na vida de seus clientes! Quem nunca ganhou um calendário de uma Ótica, Banco ou até Companhia de Gás totalmente personalizado, com seu logo e informações? Todo mundo tem pelo menos um desses na cozinha e, apesar de toda a tecnologia presente no cotidiano, é a ele que todos recorrem quando precisam lembrar de alguma data ou anotar alguma que precisa se lembrar.

Além de ajudar no cotidiano dos seus clientes, é um jeito bem comum de entrar na casa dos mesmos. Algumas empresas também personalizam os calendários com datas especiais para elas mesmas, uma ótima ideia é colocar datas nas quais haverão promoções especiais e comemorações que são referentes ao segmento do comércio. 


Ele é uma invenção milenar, mas se torna tão moderno por sua funcionalidade, que muitos diriam que nasceu anteontem. E é incrível ver como o calendário vem se adaptando, seja nos tamanhos e até nas suas utilidades; antes estava só na parede, hoje temos até os Ímãs de Geladeira e Calendário de Bolso, que apesar de serem menores, são tão práticos quanto as Folhinhas de Parede e Folhinha Comercial


Ele deixou de ter apenas a finalidade de informar uma data, se tornando uma peça chave para a divulgação de uma marca ou até um serviço a ser oferecido. E depois de falar tanto de calendários, não poderíamos deixar de lembrar que a FuturaIM Gráfica Online já está com os Calendários 2022 disponíveis no site.

;